13 de fevereiro de 2015

Marchas 2015: Apaxi Jokinhas 2015


"Apaxi Jokinhas 2015"


Fôtes pá Germanha
A pé p’las vias rápidas
Ficas-te intalade no legar das grávidas

Bebes Ginga do Pirata
Nã tens cão caças com gata

Armates-te cu Richarsuns
E ele atacou-te
Cum murre pus pêtes
Um murre pus pêtes

Bacalhau e greles
Carnaval no espête
E um murre pus pêtes
Um murre pus pêtes

És o João Fastio
O homem do leme
Moras no calhau de baixo, vou-te buscar aos tanques

Tás tode zarganaizens
Com essas lentes maiores ca tu

Embedas-te com sprite
Acende esse night
É das Terras D’el Rei (babyyy) trata o Freitas por gayooooo

Ficas com amnésia!!!

Armates-te cu Richarsuns
E ele atacou-te
Cum murre pus pêtes
Um murre pus pêtes

Bacalhau e greles
Carnaval no espête
E um murre pus pêtes
Um murre pus pêtes

Letra, Música, Cantorias: Apaxi Jokinhas
Agradecimento Especial: Parker









Marchas 2015: Bebikalate 2015


"Bebikalate 2015"




Letra: Cláudio Codinha
Música: Nuno Abelha
Canta: João Miguel








Marchas 2015: La Resistance 2015


"La Resistance 2015 - MARADONA"


fui procurar o crachá
patapés à maradona
o nem sê onde é ele tá
toda a gente tem um menos eu

pus a chapeu do avesse
patapes de bicicleta á cantoná
ensaei-me à afroflavours
só pra tar no reçance resistance

mara mara dona come uma azeitona à rola
ca esfrogona num sã braz, pikeniques no pinhal
cheira à gómite na faz mal LA RESISTANCE é carnaval
mara mara dona bálha ca Madona
à rola ca esfrogona em barcelona,
mari mamona, matulona, bella donna,
cavalona faz-me um filhe e chama-lhe maradona

o na sÊ balhar kizomba
patapés à C4 pedro
Baby achas que tas toda tonta
na ve quisse é tude psiclogique (é tude sentimente)

tira-me um retrate nas bifanas
patapés de bicicleta à Diamantine
a mestarda tava azeda
linguades nas bacias
salta-montes pus beçes

mara mara dona come uma azeitona à rola
ca esfrogona num sã braz, pikeniques no pinhal
cheira à gómite na faz mal LA RESISTANCE é carnaval
mara mara dona bálha ca Madona à rola
ca esfrogona em barcelona, mari mamona,
matulona, bella donna, cavalona
faz-me um filhe e chama-lhe maradona

vais pó sit entao dame uma cárona
cus canhões a correr a maratona
4ª feira to esticade na poltrona
uma imperial e 3 shoots de metadona
quê que tu quere prim? eu quÊré é...

Letra e Música: La Resistance
Canta: Hugo Piló








Marchas 2015: Conte & 500 2015


"Conte & 500"


Quase que não passava na inspecção
Agora já há cantiga, tem (c)uidadinho (c)o (c)ão
É a Consuela que não aparece na marcha
A parte dele não encaixa
Olha a veia da pressão

Dunas na praia para surfar tão acamadas
Ribery das Kizombadas esta quase de quarentena
Esta cheio de cãibras, bailou em canadiano
Se é viúvo mexicano, aguenta o equizema

Refrão:
Menina Dança
Mas não é comigo
Não faço abdominais
Mas bebo água do umbigo

Já dançaste!
Calça o meu sapato
Acende um fogareiro
E apaga a luz, sai mais barato

Tas com a tensão alta, não te levantes sem te deitar

Não encaixa!
Comigo não vais
Se formos todos Conte & 500 (ai Senhor)
Podem fazer mil carnavais
--
Só vais para Torres porque estas na puberdade
Lulas no Zé do Aníbal, marmelada é um bom fado
Leite de soja com aromas a morcela
Agora já há Consuela
Sabita estas desgraçado

Sou homem estátua, agora ninguém me vê
Fui multado no passeio, come açorda se faz favor
Ao corrimão lá vais tu de fato inteiro
Taparué és um cinzeiro, primeiro carnaval do ouro

Refrão--

Parte parada:
Senhores Espectadores
Está é a nossa cantiga
Feita de cu para o ar
Lua de Mel, coceguinhas na barriga

Queres ir para a afro
Dançar a pudim flã
Ainda trazes uma cadela
Te quiero mucho Consuela

Tem cuidado tem cuidado
Estas rouco e não tens falsete
Na sexta feira vou para a frente do mar
Com o peirinhas ao peito

Letra: Conte & 500
Arranjos Musicais: Guilherme Azevedo
Canta: Tiago Batalha









Marchas 2015: Perinhas Junior 2015


"Perinhas Junior 2015"


Common ça va
Come ci come ci come ci come ça
Ainda ontem tava em França
e agora já estou cá

Á nha menina
Pareces a torre Eifel
Anda t'imóra
Vamos comer à Batel

Só queres lagostas
E pernas de leitão
No fim são tostas mistas
Pá ajudar na digestão

Refrão

Á su lontra á su lontra
Tás louca de desejo
Só queres o que tá na montra

Letra e Música: Nuno Abelha
Cantam: Alexandre (Juju) e Perinhas








Marchas 2015: Agarrados ao Carnaval 2015


"Agarrados ao Carnaval 2015"


Letra, Arranjos Musicais e Cantam: Agarrados ao Carnaval








Marchas 2015: Marcha do S.Brás 2015


"Marcha do S.Brás 2015"


Nazaré volta p’ra trás
Com as suas tradições
Vamos todos ao São Brás
Vamos todos ao São Brás
Cantar as tuas canções

Dia 3 de Fevereiro
Dia de grande euforia
Haja ou não haja dinheiro
Haja ou não haja dinheiro
Tem de haver muito dinheiro

Refrão

Ora marcha, marcha, marcha
Ora marcha, marcha bem
Vai o neto, vai a avó
E vai a filha da mãe (4x)

Vai acender a fogueira
Para assares a linguiça
Olhem para brincadeira
Olhem para brincadeira
Roubaram minha chouriça

E depois na retirada
Tudo alegre e contente
Uns ensaiam a Cegada
Uns ensaiam a Cegada
P’ra divertir toda a gente

Letra e Música: Silvino Pais da Silva
Canta: Carlos Gentil








Marchas 2015: Zurtigas du Campe 2015


"Zurtigas du Campe 2015 - Abóboras e Cinoiras"


Ventania acamada cas choriças fui levade
Um sintético pa bola e ja na temes um pelade
Foste á escola de batina diz adeus á francelina
e pa aliviar as oferendas um café no merendas
e a zona industrial que mais parece o meu quintal
Só promessas e progresso que ja não vêm no jornal

“Olhá onda!” “É a outra!”
E o zezinho na prisão, ta a espera do Salgado! Culpado?
Amandei-lhe uma escarreta!

De kayake pós campinhos numa onda de veleia
Vou co Chico e a Ortelinda pro Casal da Areia
Sem teatro no valado, tou a ficar SHAKESPirado!
SHERLOK´HOMES nessa tromba, tem maze cuidado!
E á espera da caminete, alte pivete na praça!
Tava quase a ir ao grego, fui a pé pa Alcobaça!

“De quem és tu filho migo?”

Caracois no vitinho, no chapita uma cerveja

Abóboras pás filhoses
Cinoiras pás micoses

Letra, Música e Cantam: Zurtigas du Campe

 







Marchas 2015: Uxklarament 2015


"Uxklarament 2015 - Largarem Tude"


É meu já são 4 e mêa , tas em standby?
Frituraaaaa
Cheguê de Férias,
Vim tode maniente,
Presunçose, fedorente,
Tode chê d’opinião

Limpê os bêces,
Fiquê doente c’uma doença,
Derrieade, chê de fraquesa,
E teso com’um cação!

Larguê, barques e remes,
Chamê o bezugo e o mig’ cherne,
Mas ele ca ganância do dinhêre,
Nem um cagão soube fazer,
Teve mais pêxe c’arêa!
Fritê, de norte a sul,
Cansê, do que tava per fazer
Não Não Não Não
Responde o cherne ó Bezugo,
Que tava mais que surde e mude,
Já andava a relar pu chão!

Fui-me curar,
Fez-se tude impertante,
Tude ric, extravagante,
Vou beber o q’oguentar

Mas finalmente,
Matê a sede ca secura,
Ai q’enleios, ai que loucura,
Uxklarament!!
Larguê, barques e remes,
Chamê o bezugo e o mig’ cherne,
Mas ele ca ganância do dinhêre,
Nem um cagão soube fazer,
Teve mais pêxe c’arêa!
Fritê, de norte a sul,
Cansê, do que tava per fazer
Não Não Não Não
Responde o cherne ó Bezugo,
Que tava mais que surde e mude,
Já andava a relar pu chão!

Larguê, barques e remes,
Chamê o bezugo e o mig’ cherne,
Mas ele ca ganância do dinhêre,
Nem um cagão souberam fazer ah oh!
Fritê, de norte a sul,
Colei……
Não Não Não Não
Responde o cherne ó Bezugo,
Que tava mais que surde e mude,
Já andava a relar pu chão!
Pataias
Mertalhas
Larguê
Fritê
Terbinas
Rêmes
Bezugoooooo
Chernoooooo
Je Suis Uxklarament

Letra e Música: Uxklarament
Cantam: Besugo e Cherne








12 de fevereiro de 2015

Marchas 2015: Tinturêras 2015


TINTURÊRAS 2015

Tinturêra tinturêra tás a mangar c'u bébé
Bilu bilu, bilu téteia, Bilu bilu, bilu téteia

Aiiiiiiiiiiiiiiiiiii Órora
Mordeste a isca em 2002
Foi um dia lá ó sul
E tu guestaste do casul

Comeste tudo
E x'que tava bom
E arrepetiste
O Pokoió

E agora, vamos embora...
(Embora pra dondi?)

Vames embora deste bálhe
Que tá qui muite calor
Ai que calouro, ai que calouro
Tu já tás a transpirar
E eu tá me aqui a dar uma dor
Ai que calouro, ai que calouro

Endirê tá tá
Tá lhe chamando
Endirê tá tá
Tá lhe chamando

Daqui na saio
Dizia o t'pixótira
Daqui na saio
Dizia o t'pixótira
Mete-lhe um polarzinho da koodza
Qu'é pa ele na se constipar
Ainda mais com este calouro...
É melhor pô-lo àssoalhar

Letra: Júlio Estrelinha e Tiago Grilo
Música: Júlio Estrelinha
Canta: Nuno Estrelinha









Marchas 2015: Enxemaces 2015


"Enxemaces 2015"


Traz a força
Traz o pão
Salvá Naza do vilãoZÃO!
És melhór có xiclát!
Salvá praia
Salvó mar
Paga a conta do jantar! Vai!
S’não levas um spáp!

É zum chóriss
És grand mas caga niss
Sabes ond’eu viv, e onde eu mór.
Mas…
CHÊRAS A SU-ÓR!!! (é caparr)
SUPER ENXEMACE!!! (tira o fate)
CHÊRAS A SU-ÓR!!! (tás incháde)
SUPER ENXEMACE!!! (tira o fate)

Enchemáce a quem sais tu
Voas alt e cais de cu.
Tás má pequentar!
Vais a pé pu matador
Não há pai pa ti…nem dor.
(tão…) Paga mu jantar!

É zum chóriss
És grand mas caga niss
Sabes ond’eu viv, e onde eu mór.
Mas…
CHÊRAS A SU-ÓR!!! (é caparr)
SUPER ENXEMACE!!! (tira o fate)
CHÊRAS A SU-ÓR!!! (t ás gande)
SUPER ENXEMACE!!!

Letra: Ricardo Leandro
Arranjos Musicais: Guilherme Azevedo
Guitarras: Hugo Almeida
Canta: Tiago Batalha










Marchas 2015: Gamelas 2015


"Gamelas 2015"


As Gamelas pu Intrude
Têm muita arrumação
Vão pó ri ca roupa toda
Sempre na cabeça à roda
Já sabem esfregar à mão

Agarrarem no iPhone
Cu Wifi na alzebêra
Ca rôpa toda a secar
No estendal tude arejar
Instaladas à manêra

Conectadas cu Intrude
Internautas atrevidas
Downloads em sobrecarga
Navegam de banda larga
E nas selfies que enviaram
Tão mais largas que compridas

Letra: João Murraças
Música: Mário João Estrelinha
Cantam: Hugo Piló e Mário João Estrelinha








Marchas 2015: Bohemia 2015


"Bohemia 2015 - Yo Soy Bohemia"


Aterrê no mê do nada
Pusma dançar a lambada
... e ainda fiz algumas 8 pxinas.

Telfenê pó mês amigues
Tavam tods interrompids
Só se vierem tods pas'quinas

Só tá cá tu...
Só tá cá eu...
Só tá cá tu...
Só tá cá eu...
Só tá cá tu...
Só tá Cabééééééééééé!

Refrão

Yo soy Bohemia
Soy CARNAVÉLIA
Tu és um VANDAL
Um ganda ESCANDAL
Vô tatirá cum shot
P'essa cara!
ATIRAL
AMANDAL

Letra: El Ruaquin
Música: Los Trapacieros
Arranjos Musicais: La Vespa
Canta: Miederos








11 de fevereiro de 2015

Marchas 2015: Ramona 2015


"Ramona 2015 - a new wave concept"

Largarem barques e remes
Olha o Zé tode ralade
Pó desfile da córesma
Já tá mais que preparade

O Sá tá sempre doente
A injessons de pincelina
O Turra tá imalháde
C'o lêtinhe da menina

Mas a Ramona ninguém a pode parar
Nem o mestre do Minette
Nem a chuva nem o mar
Se tiver fri... ó com calor vai tude nu...
Este ano é même assim
É c'um palite no cu...

E lá pás sete e tal... como é de previste
Têmes o mê João...
Tamêm sô o done diste...

Letra, Música e Cantam: Ramona









Marchas 2015: Animados 2015


"Animados 2015"

FUI DE REPENTE
PROCURAR O CARNAVAL
CORRI TUD’, AI QUE PRIPÉCIA
SÓ O ENCONTRÊ NA GRÉCIA
ANDAVA NUM BADANAL.

TROUXE-O PÁ PRAIA
AI LARGOU BARQUES E REMES
VINHA TONT’ PA BÁLHAR
TÔD’Ó CAMINHE A SALTAR
ESTE ENTRUD’ É O QUE TEMES.

Refrão

VAI UMA VOLTA
DUAS VOLTAS, UM PINOTE
P’ÁRREBENTAR D’ALEGRIA
TÔD’A NOITE E TÔD’Ó DIA
ANIMADOS NUM VIROTE.
MAIS UMA VOLTA
DUAS PALMAS, PÉS NO AR
CÓ MÊ GUERRÊRE ELEGANTE
BÁLHE INTÉ LÁ ADIANTE
QU’É PÓ CARNA SE PASSAR.

Letra: Armanda Hilário
Música: Nuno Abelha
Canta: Vítor Maurício








Marchas 2015: Salta Pá Terra 2015


"Salta Pá Terra 2015"


Levantê-me arrelampáde
O relóge tinha tecáde
É Domingo de Carnaval
Saí pá rua com estile
Este ano foi no Brasil
O lance da Banda Infernal

Tocámos duas ó três
Vá lá mais uma ótra vez
Disse a piquêna a balhar
Qui' ao sair da caminete
Agarrou na nha trompete
Também nela quis tecár

Refrão

Sópra, sópra, sópra bem
Estica os bêces agora
Gritaram logo os Sáltas
Á estrangêra de fóra
Ela tanto c'asseprô
Desmaiô perdeu os tines
Deu-me cábe do instrumênte
A trompete e os tamborzinhes

Letra: António Lopes
Música: Nuno Abelha
Cantam: Vítor Maurício e Sílvio Salvador








Marchas 2015: DoisNum 2015


"DoisNum 2015"

Com o barco ácompanhar
Que também nos fez brilhar
Os DoisNum são même assim
Com cheiro a flores e a mar
Cá vamos a desfilar
Nesta alegria sem fim

Trazemos nosso jardim
Com o nosso jardinêre
Para este Carnaval
Com lírios, cravos e rosas
E as margaridas formosas
Perfumam a marginal

Refrão

E os DoisNum
Com sorrisos de encantar
Levam as mais belas flores
Bonitas com muitas cores
Num jardim à beira-mar
E é o Entrudo
Que nos faz sentir assim
E os DoisNum não vão parar
Neste Carnaval sem par
Pois ele é tudo pra mim

Letra: José Luís Faísca
Música: Nuno Abelha
Canta: Nuno Estrelinha
Coro: Ângela Engenheiro








Marchas 2015: Bastionas 2015


"Bastionas 2015"


Pára já tude, cou quer falar
ouvi dezer ca coisa se vai casar
tu na me digas, ô na quer bôle
nem arroz doce, só metade dum felar

Esqué tude à grande, comás nevelas
Cala essa boca que vêm aí elas
Qué que se passa? Ai que trabalhes!
Vocês são todas umas bocas comóns escalhes

Né casamente, é tude em um
As Bastionas fazem nove anes mais um
Fomes coelhinhas e gatas das botas
Agora semes rainhas das copas

Estribilho

Só falta um rê encantade
Que balhe cômó sapatêre
Na pode ser alêjáde
E tem de ter... muite denhêr!!!
Tem que ser parecide conmigue
Mas alte cômó anão
Dê-me pe riba do imbigue
Seja benite... cômó trevão

Letra: Pedro Lucas
Música: Nuno Abelha
Cantam: Nuno Estrelinha e Pedro Lucas








10 de fevereiro de 2015

Marchas 2015: Preto no Branco 2015


"Preto no Branco 2015"

1 (1) 2 (2)
1, 2, 3 Hey

Já fui de marcha até ao centro
Fui de preto e tou desempregade
Licenciado em banca rota
Tou descalço e desorientade

Na Na Na Na Na
Na me canse mas canse
O me cão é um gelade

Todos rotos, todos nus
Tenho o corpo todo transpirade.

(Siguraaa)

Refrão

Somos os Pleto no Blanco
Fomos jantal ao chines
Venha sake pa cabeça
Na bebemos mais que 3

Sa sa sa sa sa sa sa

Somos os Pleto no Blanco
Fomos jantal ao chines
Venha sake pa cabeça
Na bebemos mais que 3

Ninguém para a ha raquete na ha mão
Sou o rei do balhi
Venha barcos venha remes venha tudo
Sou o carnavali

Na na na na na
Não me confundas cu me plasma
da nha sala
Sou um avatari
No bitoque leva queijo na salada
pa na ficar mali

Refrão

Somos os Pleto no Blanco
Fomos jantal ao chines
Venha sake pa cabeça
Na bebemos mais que 3

Sa sa sa sa sa sa sa

Somos os Pleto no Blanco
Fomos jantal ao chines
Venha sake pa cabeça
Na bebemos mais que 3

Ha Pim Ha Pim
Ha ha
Um chigainh ho pim

(Kizombra)

Agora vamos agarrar a noite (Hugo)
Mas qual noite amor (Diro)
Tao a senti-la (Hugo)
Quale (Diro)
Agarra bem (Hugo)
Agora tour a sentir (Diro)
Anda amore (Hugo)
Anda Anda amor (Hugo)
Ta bom (Diro)

(Siguraaa)

Refrão

Somos os Pleto no Blanco
Fomos jantal ao chines
Venha sake pa cabeça
Na bebemos mais que 3

Sa sa sa sa sa sa sa

Somos os Pleto no Blanco
Fomos jantal ao chines
Venha sake pa cabeça
Na bebemos mais que 3

yei ta espetacular
É tipo aquelas marchinhas dos preto no branco

Letra e Cantam: Diro Zarro & Hugo Codinha
Arranjos Musicais: Diro Zarro








Marchas 2015: Sunset 2015


"Sunset 2015"


Onde?
Quando?
Como?

Duas cabeleiras, brilhantina e a boneca
Uma imperial, um cocktail e 1 careca
Aqui na Sunset não há frio e não há stress
Provas um queijinho, pata negra pelos bêces

Estribilho

Sunset Sunset
Até já comes presuntu
Sunset Sunset
E um bom copo de tinto
Sunset Sunset
Sunset do Florêncio

Sunset Sunset
Não há pipis nem há xóxó
Sunset Sunset
Anda daí ser póróró
Sunset Sunset
Tu és do Florêncio

Duas cabeleiras, brilhantina e a boneca
Uma imperial, um cocktail, outro careca
À frente do mar podes mandar a tu onda
Entra é com cuidado pa na rebentares a montra

Letra: Edir Borda De Água e Pórórós
Arranjos Musicais: Guilherme Azevedo
Canta: Paulão









6 de fevereiro de 2015

Marchas 2015: Casino 2015


"Casino 2015 - Queres é Guelmisses"


Olha pra mim tão carente
É melhor me mimares
Dá me beijinhos e beijinhos
Só pra me acalmares

E tu já sabes que eu gosto é de guelmices
Uma marchinha e um gin e eu até levante vôo
Guelmices, Guelmices (8x)

REFRÃO
O mê bálhe é doce, doce, doce, é mesmo doce
O Casino é Meo, Meo, Meo é coisa minha
O mê bálhe é doce e é mais doce qu'ó arroz doce
Sabe a ginzinhos e caraméles vaquinha

Dá-me pastéizinhos de nata
Tom'Embrulha, vai buscar (resposta com vozes)
Dá-me carnaval no Casino
Tom'Embrulha, vai buscar
Dá-me beijinhos com baton
Tom'Embrulha, vai buscar
Dá-me um lanche com'óm cavale
Tom'Embrulha, vai buscar
Dá-me leitãozinho da bairrada
Tom'Embrulha, vais buscar

Letra e Música: Júlio Estrelinha
Cantam: Nuno Estrelinha, André Codinha e Valter Loureiro







Marchas 2015: BIR 2015


"BIR 2015 - Digital Rural"


Gostei de ti quando fui às Tasquinhas
Pegaste comigo a fazer coceguinhas
Senti logo o amor...
Anda comigo à BIR no meu tractor

O teu balhar pra mim é uma moca
A minha couve tem uma minhoca
Toca a sacudir...
Dá-me a mão, teu coração e deixa-te ir

Em direcção à estação,
Cortas na rotunda e é aíííí!

De quem vem do IC9
Com bom tempo ou de robe
Sabes onde tens que dirigir...

Paparêêêioooou, Paparêêêioooou,
Se formos todos eu também vou!

Gostei de ti quando fui às Tasquinhas
Pegaste comigo a fazer coceguinhas
Sai do meu tractor!!!
E anda comigo à BIR ó meu amor!

O teu balhar pra mim é uma moca
A minha couve tem uma minhoca
Toca a sacudir...
Dá-me a mão, teu coração e deixa-te ir

Em direcção à estação,
Cortas na rotunda e é aíííí!

De quem vem do IC9
Com bom tempo ou de robe
Sabes onde tens que diri pim perlim pim pim pó pó pó pó








Marchas 2015: Leamington 2015


"Leamington 2015"


Tenh’um ‘contact’ imbaciáde
O ‘snó’ tá acamáde
Táqui tá tude frizáde
Ainda apanhe aqui a ‘flu’
Vou ter um apontamente
Mas pra quê, se nem tô doente?
Ainda leve daqui um ‘su’

Inté faz goste um ‘stâike’ assade
Vou mazé ‘parcar’ o carre
O satélte do mê ‘neibare’
Esq’im Agôste é qu’ist’é cuul!
- É very much!
Shop no ‘stór’, xop no ‘mól’
Mai zumas ‘táksas’ pó anzol
Ist’aqui é o que é:
- Tomates!

É em Leamington
Sempre a brincar
C’a mãozinha a dar, a dar
Á’banar-me até que passes
Se m’impurras, Ah miga, tás fêta!
Ai clôziu na ‘clósêta’
Só t’abr’a porta pós ‘Passes’

Letra, Música e Canta: Mário João Estrelinha







Marchas 2015: Casal Brunos 2015


"Casal Brunos 2015"

aperta o cinto zézinho
olha su passos te põe a mão
vê se ficas mais magrinho
ó ficas sem a pensão

é só taxas em tude
isto tá mesmo mal
qualquer dia o sante intrudepaga taxa de carnaval

eles comem tude
eles comem tude
eles comem tude ( e vinho nada)
e na deixem nada
eles comem tudo
eles comem tudo
até ficarem de barriga inxada ( que ganda cagada)


Letra: Júlio Vidal
Música: Rui Almeida
Cantam: Casal Brunos









Marchas 2015: Micr's Pá Boca 2015


"Micr's Pá Boca 2015"


OS MICR’S SAÍRAM Á PROCURA DE USTED
NA TE ENCONTRÁMOS
NEM O LOIRE DO TO ZÉ 2X

PASSÁMOS TODES AÍ Á VOSSA PROCURA
MÊME JUNTINHES Á MESA DE MISTURA
PASSÁMOS TODES AÍ Á VOSSA PROCURA
TAVA ACAMADE TUDE CHÊ DE SECURA

JÁ BEBI UM JÁ BEBE 2 JÁ BEBEI 3
ACHO QUE ME ENGASGUEI
VOU CONTAR MAIS UMA VEZ

JÁ BEBI UM JÁ BEBE 2 JÁ BEBEI 3
SOMOS SUPER-HOMENS
E O PÊRINHAS É O RÊ

VEM CUS MICR’S PÁ BOCA MEU BEM
SE TU NÃO SABES SE O PAULO VEM
VEM CUS MICR’S VÃO-TE ENSINAR
ONDE VOCÊ PODE E DEVE AGARRAR

METE O COPO E PUXA UMA FRESQUINHA 4X

Letra: Tiago Freire
Música: Nuno Abelha
Cantam: Hugo Piló e Zé Anibal








Marchas 2015: Canja 2015


"Canja 2015 - live @ SPAL"


#AssassinsQueride

O nina apareceu
Chuva acamada
E eu em casa sem novelas
Á britney na gostas
de Gin tónique
Ma na tapenques Baby
Agó quemeça a chorar
Ca fifi teve gatinhes
Na posse to a jantar
Em casa do me prime
É canjaaaa
Só se querias um felar
Su pale gonze
Vier cantar ás festas
Vo de cavale
Jantar ó casalinhe
Dá cá o ganhe
Se tivessemes á tua espera
Carnaval á Salazar
E 30 marchas do abelha
Intremeade
Pás varandas co carvolha
Tira uma selfie pá fote
E faz-me Um Gin com pele e osss
Cabovisao
Intrevale pó almoçe
Instrumental
O nina apareceu
Chuva acamada
E eu em casa sem missangas
Á britney na queres
Ir pá baliza
Co cabele do pale norte
Se fores pó Canadá
Eu vo comprar azeite
O simba já cá tá
Bidolas és contente
Sábitaaaaa
És o rei leão
Su pale gonze
Cantasse a nossa marcha
Tode cagade
No palce a comer gomas
Dá cá o ganhe
Se tivessemes á tu espera
Carnaval á Salazar
E 30 marchas do abelha
Intremeade
Pás varandas co carvolha
Tira uma selfie pá fote
E faz me um Gin seu cavernose
Cabovisao
Su pale gonze
Cantar a nossa marcha
Tode cagade
No palce a comer gomas
Dá cá o ganhe
Se tivessemes á tu espera
Carnaval á Salazar
E 30 marchas do abelha
Intremeade
Pás varandas co carvolha
Tira uma selfie pá fote
E faz me um Gin seu cavernose

Letra e Música: Canja
Cantam: Canja feat. Kimble








5 de fevereiro de 2015

Marchas 2015: Diolinde 2015


"Diolinde 2015"


Letra e Música: Diolinde
Produção: Guilherme Azevedo
Canta: Tiago Batalha








4 de fevereiro de 2015

Marchas 2015: Manolo 2015


"Manolo 2015 - A nha marxinha"


SENTADE, AQUI MESME A FRENTE
NA CAMINETE, ALGUNS VÃO IMPÉ,
SABENDO QUE O MOTORISTA
SO TEM EM VISTA, A NAZARÉ
CHEGADES AQUI MESMO AO LARGE
TODO OCUPADE PELO CARNAVAL
O QUE É QUE VOCÊ LHE FARIA?
-EU NESTE CASE NEM LHE MEXIA!
-EU NESTE CASE NEM LHE MEXIA!

ENTRADE NA CONFESÃO,
CERVEJA NA MÃO, MAL ENSAIADE
SABENDO QUE PRO FIM EM VISTA
TUDO É ARTISTA TUDO É VAIDADE
MERGULHO NUM VALE DE ENGANES
ATÉ LARGUEI BARQUES E REMES
A QUEM VOCÊ SE QUEIXAVA?
- EU NESTE CASE NADA FALAVA!
- EU NESTE CASE NADA FALAVA!

O QUE É QUE VOCÊ TRECAVA?
-EU NESTE CASE NADA MUDAVA!
COM QUEM VOCÊ SE METIA?
-COM UMA MORENA TODA ALEGRIA!
-E FAZIA DELA A NHA RAINHA,
-E SO LHE CANTAVA A NHA MARXINHA
-E SO LHE CANTAVA A NHA MARXINHA!

Letra, Música e Canta: Angelo Cardoso (Manolo)








3 de fevereiro de 2015

Marchas 2015: Taful 2015


"Taful 2015 - Robin Hood: O Resgate do Carnaval"


Letra, Música e Canta: Nuno Rui Carlinhos
Arranjos Musicais: Nuno Rui Carlinhos e Pedro Nobre








Marchas 2015: Xês D'Arêa 2015


"Xês D'Arêa 2015"


Vieste da falca
Ca cara de verde
Comeste um guisado
Àviva ca espinha
Qual é a tua mensagem????
Casados em benidorme

Amejoa tá loca
Cu frio acamade
Aí nossa senhora
A tu mãe na afro
Faz-te a barba á chapada
Se na bébes um tintol

É só cabele
Todos los dias eu transpire um piolhe
Todos los dias tá calade faxavor
Mais que 3 dá azar
É só cabele
Todos los dias eu jante um camele
Todos los dias eu trêne um cotovele
Depois do bâlhe um felar

Amejoa tá loca
Cu frio acamade
Aí nossa senhora
A tu mãe na afro
Faz-te a barba á chapada
Se na bébes um tintol

Desceste ávenida
Apanhaste lombrigas
Armast-me a tenda
Fizets-me um problema
Perdes-te o calçade
Á sua bandida
Empresta-ma mão
Ou pede-me uma cidra

É só cabele
Todos los dias eu transpire um piolhe
Todos los dias tá calade faxavor
Mais que 3 dá azar
É só cabele
Todos los dias eu jante um camele
Todos los dias eu trêne um cotovele
Depois do bâlhe um felar

Letra e Música: Xês D'Arêa
Canta: Hugo Piló
Agradecimentos: Àvivacucarna








2 de fevereiro de 2015

Marchas 2013: M8TIX 2013


"M8TIX 2013"


(Refrão)
É M8TIX, É MoimoimoiM8TIX, é M8TIX, M8TIX, M8TIX!
É M8TIX, É MoimoimoiM8TIX, é M8TIX, M8TIX, M8TIX!

Ei, tamos tra vez no Carnaval
E isso é o motivo principal
Pela nossa união...
Eu, quero toda gente a saltar
E sei que ninguém vai querer parar
Pela nossa diversão...

São três dias ocupados de Folia!
Dois desfiles e muitíssima alegria!
Nesta festa, se quiseres, podes dizer, I've the best group! Best Group!

Pessoal, este ano será loucura
Esta é a nossa aventura
Para mais tarde recordaaaaar!

Pessoal, vai ser inesquecível
Se tiveres atento, Este é o momento
De saltar! ("Sai do chão")

(Refrão)
É M8TIX, É MoimoimoiM8TIX, é M8TIX, M8TIX, M8TIX!
É M8TIX, É MoimoimoiM8TIX, é M8TIX, M8TIX, M8TIX!

Letra: Diogo Cardeira
Música: Nuno Abelha
Canta: Guilherme Azevedo








Marchas 2015: Decinhes 2015


"Decinhes 2015"

- Vitor!!! Vai ali ela…
- Iaa que palmada
- Vitor, larga-me a badana !!

Aqui tas doce tas decinhe tas de ceda
Cana Leonor na fruta
O Vitor perde a cabeça

Aqui tas doce tas decinhe não há quebra
Aí que mentira perigosa
O que escapa é a limpeza

- Posso falaré?

Ninguém faz fêra
Nem preços
Folga é o ca gente quer

Na vais de baixa
Ponho-te a abrir
E no carnaval na sê

Aí é no talhe cu bigode salta à vista
Rojões só no balcão
Nas caixas é só revistas

Na padaria não embalas depois das sete
Pa quebra ser fofinha
E pó prêmio vir pa gente

- Na queriam mai nada

Eu veje a Sandra a correr
Já tão os frangues à arder
Não há ninguém parós assar

A Suzana ralhou
A Andreia já gastou
10 litros d'água ferver

- Larga a mangueira

Tu na segunda na paras
A fumar ninguém te ganha
Não há camião que fixe

Na gostas de tar parada
E Mordes à Xuxa calada
No escritório é que é um rise

Ninguém faz fêra
Nem preços
Folga é o ca gente quer

Na vais de baixa
Ponho-te a abrir
E no carnaval na sê

Aqui tas doce tas decinhe tas de folga
Já picaste cartão
10 min depois da hora

Os inventários vão das 6 ás 23
Ca pistola na mão
Tenho horas que já nem veje

E a Diana
Hahaha hahahah
Hahah hahah

E a Xana já se passou (Bumba!!)
Tu Baixa o micro
Á cara lienda
Ca catia inda na estedou (Iva, Irs, imt)

Já Chêra á fume á Sônia olhó o exaustor
Não é nada é a Telma
O Fernando e o cantor

No armazém há tanta coisa que nem veje
A porta da casa da máquina
O alimentar e a cerveja

A Isabel a vender
Pasteis de nata a fazer
Uma fornada de pão quentinhe

- Acabou de sair

A Vera a comer
A secção à arder
Vai mazé chamar o palinhe

Meia cueca pós 3
Levas dois e pagas 6
É as vendas a crescer (UHHH)

A Lídia já na faz cross
E a Neuza já na têm tosse
O cascalhêra é pra valer

- Não Paulo, não não Paulo, não!

Ninguém faz fêra
Nem preços
Folga é o ca gente quer

Na vais de baixa
Ponho-te a abrir
E no carnaval na sê

- Ia que palmada!

- Ninguém vos dá valor...

Letra e Canta: Paulo Copa
Arranjos Musicais: Márcio Silvério
Participação Especial: Vitor Quinzico, Alexandra Zarro e Cátia Lourenço








Marchas 2015: Blá Blá 2015


"Blá Blá 2015 - Mata Mata"


Quere sambar a nha carcaça!
Na sabes aquile qu'ele diz,
Diz que no BláBlá é que se passa
E fui la meter o nariz.

Jogo do mata-mata,
Ganha quem maltrata,
Sou um acrobata,
EIA QUE BATATA!

Vieste pó blá-blá
Já na tou-te a ver pá
Um creme de argilá
Amanhã tou a chá

Refrão
Na vou embora, daqui sem ela
Na vou, na vou, na vou, na vou, na vou naaaaao!
Até ficar cuma afegadela
Na vou, na vou, na vou, na vou, na vou, na vou!








Marchas 2015: Apretotnatx Sarabatatx 2015


"Apretotnatx Sarabatatx 2015 - Follow me on instragram!"


Mandem foguetes pú ar, são 10 anos coração
X'qu'elas tavam p' acabar, afinal era só Jajão
(na inventes se na sabes)
E o que é que faço eu? Se na tenho a nhas pestanas
Sou mulher pa na sair, por causa dessas catanas

Esgotámos os croc tops, nem havia no camarção
Largámes bárques e rêmes, pa'ir buscá-los ó Japão
E também trazemos prendas, qualquer coisa é farnel
Papessêques sem geleia, caguei niss e bôtei mel

Refrão

Apretotnatx Sarabatatx
Este ano depenadas
Com brushing capilar
E sem plumas amontoadas
Com um tutuzinhe pus bêces
E um doirade àrrematar
Follow me on instagram
Milhões de fotos p'a tirar

Vamos lá ver se tu sabes
Balhar com'ás Sarabatatx
Mexe-me lá essa bundinha
E depois dá uma voltinha
Diz lá se gostaste ou não gostaste
De andar árrelar e a bálhar com'ás Sarabatatx
Então aprende mais esta dancinha
Põe esses braços bem no ar e dá três vezes à bundinha
Apretotnatx Sarabatatx, Pá pá pá pá Parabéns!!

Letra: Tânia Suda, Natália Cadilha e Luís Saldanha (Cebola)
Música: Júlio Estrelinha
Cantam: Hugo Piló, Valter Loureiro, Nuno Estrelinha, André Codinha e Pedro Lucas








Marchas 2015: Bailarique do Zé 2015


"Bailarique do Zé 2015"


Meus senhores e minhas senhoras
Este balhe vai ser abrilhantado
Pelo célebro conjunto
Irmãos Vicente

No Bailarico do Zé
Ninguém arreda aqui pé
Até ficar amarele
Nestes dias do Entrude
Agente aqui tem de tude
Não é precise farnel

Temes chupas e rissóis
Pevides e caracóis
E bolacha americana
Temes barquilh's de canela
Que dá pr'a ele e pr'a ela
Queres aqui ou na cabana

Ah senhor Zé
Tô árrasquinha do pé
Venha cá ver o qu'é
Pa su'riquinha saúde
Já tá tirada
Era uma espinha espetada
Agora já tás curada
Este balhe cura tude

Letra: José Luís Faísca
Música: Nuno Abelha
Canta: Zé do Aníbal